Mostrando posts da categoria: Chopp


Cerveja IPA. Características das cervejas India Pale Ale

10 de fevereiro de 2022 | Por admin

As cervejas IPA ou India Pale Ale começaram a ser fabricadas na Inglaterra no século XIX. O motivo? A necessidade de preservar a bebida durante longas viagens marítimas, já que o Império Britânico era o maior do mundo naquela época. Também conhecida como IPA, a cerveja lupulada amarga caiu no gosto do brasileiro.

Neste artigo, vamos ver qual é a história das cervejas IPA e quais são as suas características.

O que é uma cerveja IPA ou India Pale Ale

O tipo de cerveja India Pale Ale, é a preferida de muita gente e tem como principais características o amargor e o sabor mais lupulado. De origem inglesa, a IPA conquistou o paladar e é quase obrigatória entre os rótulos das cervejarias artesanais.

caracteristicas das cervejas ipa india pale ale

Da Inglaterra para a Índia, e depois para o mundo todo


Duas teorias para a origem da IPA

A versão mais popular sobre o nascimento da India Pale Ale (depois abreviada para IPA) conta que, em 1760, a Índia – que ainda era uma colônia britânica – recebeu ainda mais imigrantes ingleses. Vários não se adaptaram aos costumes e à culinária do local e, também, sentiam saudades dos alimentos que consumiam na sua terra natal, sem contar a própria dificuldade de reproduzir algumas receitas no novo lar. A demanda por itens de consumo era grande e, entre eles, a cerveja estava entre as prioridades.

Porém, as Ales produzidas na época não aguentavam o percurso de navio entre Europa, África e Ásia, chegando ao destino com sabor alterado ou até estragadas.

Um ingrediente conhecido desde aquela época era o lúpulo – um dos principais e mais utilizados na cerveja – que funcionava como “conservante” natural, mantendo a bebida em boas condições por mais tempo. Foi aí que o cervejeiro George Hodson teve a ideia de fazer uma cerveja do tipo Ale, mas com maior adição de lúpulo. Nascia então a India Pale Ale: criada para satisfazer o paladar dos ingleses que estavam com saudades das bebidas de seu país de origem.

Embora seja uma boa história, há pesquisadores e historiadores que discordam destas informações a respeito da origem da IPA. Segundo eles, em 1711, várias cervejas já haviam sido exportadas com sucesso. 

Nesta versão, quem teria começado a fazer cerveja com mais lúpulo na fórmula não teria sido apenas uma pessoa, mas sim um grupo de cervejarias da cidade de Burton upon Trent, com uma receita adaptada da Pale Ale. O nome India Pale Ale seria mencionado pela imprensa somente anos mais tarde, em 1829, em um jornal australiano, provando que a fama da IPA chegou a mais colônias inglesas.

cerveja ipa india pale ale origem

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: COMO ELA CHEGOU AO BRASIL?

Até 1996, a IPA existia no Brasil em alguns rótulos importados, que chegavam para um grupo muito seleto de apreciadores. Na época, o dólar estava quase pareado ao real, porém o nosso país ainda não tinha a cultura cervejeira que tem hoje. A primeira IPA nacional, no entanto, surge neste ano, criada por um então brewpub de Ribeirão Preto, que mais tarde se tornaria também uma cervejaria artesanal. Mas, aguenta aí… o dia em que o estilo seria aclamado estava bem longe de chegar.

No início da década de 2010 é que a história das IPAs no Brasil começa a ganhar corpo. Com o dólar novamente barato, as viagens ao exterior foram impulsionadas, levando muitos brasileiros a experimentar rótulos variados de cerveja e descobrir estilos que até então não passavam pelo nosso radar. Entre eles (adivinha?!): as IPAs.

Não demorou para que começasse um processo de importação de vários rótulos e o crescente interesse de cervejarias locais por estes estilos. Dentre vários que chegaram por aqui, a IPA marcou presença. Parece um tanto quanto irônico: a ideia geral, até então, era a de que o brasileiro era fã de cervejas leves e refrescantes, que combinam com o nosso clima quente. Cerveja amarga? Para alguns, nem pensar. E a IPA provou que eles estavam errados. 

Tanto que, em 2012, o Brasil celebrou o primeiro IPA Day, um evento dedicado exclusivamente a este estilo de cerveja. Para se ter uma ideia, nenhum outro tipo de cerveja teve, naquele ano ou nos próximos, uma mobilização do tipo.

Daí pra frente o caminho da India Pale Ale já estava criado no Brasil. Nos demais eventos cervejeiros, ela era a mais apreciada, a mais comentada, a mais consumida. Também era mais amarga e aromática, já que, devido à presença dos lúpulos, suas várias versões e receitas traziam sempre algo de diferente, em um dos períodos em que o brasileiro mais buscou por novidades. Foi o match perfeito.

Caracteristicas das cervejas IPA

As cervejas IPA são conhecidas pelo amargor proporcionado pelo lúpulo. Como mencionamos anteriormente, são cervejas feitas com uma grande quantidade de lúpulo. Mas a planta também adiciona um aroma forte às cervejas India Pale Ale.

Na elaboração das IPA são tradicionalmente usados lúpulos ingleses com sabores e aromas mais florais, terrosos e resinosos.

Essas cervejas costumam ter uma teoria de alto teor alcoólico para compensar seu grande amargor e uma cor acobreada.

o que e cerveja ipa india pale ale

Eis que surge a Kremer IPA

Este primeiro contato com a IPA se mostrou, com o tempo, não ser um amor passageiro. Tendo isso em mente, analisando o histórico do estilo no país e fazendo um estudo completo das características que mais agradam o paladar brasileiro quando o assunto é a India Pale Ale, a Kremer lança a sua própria IPA em 2018. “Marcante e intensa”, como diz o slogan, ela fez valer todo o tempo de dedicação e preparação para chegar ao mercado: no Mondial de La Bière SP, em 2018, recebeu nada menos do que a Medalha de Ouro na sua categoria. 

Puro malte, fruto da combinação de lúpulos e maltes selecionados. Ela apresenta intenso amargor, característica do estilo. Com coloração acobreada, espuma densa e sabor marcante, a IPA Kremer possui um aroma único e intenso, com notas de madeira nobre, cítrico e floral.

harmonização da cerveja ipa india pale ale

E A HARMONIZAÇÃO, FICA COMO?

A Kremer IPA é a escolha perfeita para acompanhar queijos, como Roquefort, Gorgonzola e variedades à pâte dure, além de carnes vermelhas, pratos apimentados, costelinha suína e carnes defumadas no estilo dry rub.

Outro jeito de curtir sua IPA é junto de um hambúrguer artesanal, que pode tanto ser feito por você mesmo, em casa, ou pedido no seu restaurante preferido.

Gostou de aprender mais sobre a origem da IPA? Que tal aproveitar para colocar umas garrafas de Kremer IPA para gelar, separar algumas das nossas dicas de harmonização e ter uma verdadeira experiência de degustação? Saúde!

Aproveite também para acompanhar a Kremer nas redes sociais!

Siga nosso perfil no Instagram @kremercervejaria, curta nossa página no facebook.com/kremercervejaria e fique por dentro deste e de muitos outros conteúdos.



Ingredientes da cerveja

3 de fevereiro de 2022 | Por admin

Os ingredientes da cerveja variam, embora, nas cervejas clássicas, os componentes sejam apenas água, malte, lúpulo e fermento. Esses quatro ingredientes são básicos e sem eles você não pode chamar uma bebida de cerveja. No entanto, a cerveja também pode combinar uma infinidade de outros ingredientes, que lhe darão sabores e aromas especiais, e isso torna os estilos praticamente infinitos em todo o mundo.


CERVEJA PURO MALTE: QUAIS SÃO OS INGREDIENTES?

Nas cervejas artesanais, os principais ingredientes são água, malte, lúpulo e levedura.


Segundo a legislação brasileira atual, parte do malte da cevada pode ser substituído por adjuntos cervejeiros, que não devem exceder 45% em relação ao extrato primitivo, sendo considerados adjuntos: cevada cervejeira e outros cereais maltados ou não maltados, assim como amidos e açúcares de origem vegetal.

INGREDIENTES PRINCIPAIS DA CERVEJA ARTESANAL

1 – Água


O ingrediente mais utilizado e, portanto, um dos mais importantes. Na produção, é indispensável controlar o pH da água, uma vez que as cervejas são fabricadas em diversos lugares, utilizando a água disponível nessa região em que a produz.

É importante selecionar um tipo de água adequado ao se preparar a cerveja. Isto significa que, se você quiser reproduzir o mais fielmente possível um estilo de cerveja, deve utilizar o tipo de água que existe nas áreas onde se produz tradicionalmente essa cerveja. 

Por exemplo, as Lagers do tipo Pilsen vêm da região de Pilsen, na República Tcheca, um lugar onde as águas mais suaves do mundo estão localizadas, o que dá à cerveja um sabor e uma cor extremamente limpa. Por outro lado, a Guinness é uma cerveja do tipo Stout, muito famosa e proveniente de Dublin, zona com uma água rica em bicarbonatos e cálcio, com pH alto.

2 – Malte

O malte é um ingrediente obtido a partir de vários tipos de cereais. Tais cereais são germinados em um processo chamado de malteação, obtendo assim o malte. Esse malte pode ser de cevada, trigo, centeio e espelta.

Os cereais são torrados para atingir os diferentes sabores e aromas das cervejas. Quanto mais torrados forem, mais notas darão à cerveja final. Quanto mais torrados estiverem, os maltes conterão menos açúcares fermentáveis. Ao fabricar uma cerveja, são utilizadas pequenas quantidades de maltes mais torrados para dar sabor e aroma, juntamente com os menos torrados, os quais contribuem com os açúcares fermentáveis.

Uma vez obtido o malte do cereal, ele deve ser macerado, na brasagem, para se obter os açúcares fermentáveis a partir do amido dos grãos de malte. Os grãos de malte são mergulhados em água quente não fervida, produzindo o mosto de cerveja, de sabor muito doce.

ingredientes da cerveja malte
Os cereais malteados, formam os grãos de malte

3 – Lúpulo

O lúpulo é usado para dar amargura, sabor e aroma à cerveja. Ao contrário de outras plantas que também poderiam ser usadas, o lúpulo tem sido o ingrediente mais apropriado, devido ao seu poder bactericida.

Há centenas de versões da planta Humulus lupulus pelo mundo e cada uma delas dá à cerveja características específicas. Por isso, é um dos ingredientes da cerveja mais complicados de dominar, devido a sua grande variedade.

O lúpulo é utilizado no início da fervura para dar o amargor. O lúpulo aromático, que dá sabor e especialmente aroma, é usado em pequenas quantidades no final da fervura ou fazendo um dry hopping.

lupulo o ingrediente da cerveja
Algumas cervejas contem uma grande quantidade de lúpulo, é por isso que som bem amargas.

4 – Levedura

O fermento é um dos principais ingredientes da cerveja, mas ele só foi adicionado à fabricação dela mais tarde. Até 1857, a levedura não tinha sido descoberta pelo cientista francês Louis Pasteur. Até então, a cerveja era fermentada a temperatura ambiente e eram as leveduras selvagens que convertiam os açúcares fermentáveis em álcool. Isso fazia com que a cerveja fosse contaminada com frequência. A descoberta da levedura e a sua utilização fez com que a fabricação de cerveja pudesse ser feita de forma muito mais controlada, aumentando imediatamente a qualidade das cervejas de todo o mundo.

As porções e os tipos de fermentos ganham atenção na fabricação de cerveja, pois isso pode adicionar sabores indesejados à bebida. A levedura é incorporada logo que o mosto com lúpulo é adicionado ao fermentador. Após um período de fermentação controlado a uma determinada temperatura, os açúcares fermentáveis são convertidos em álcool. As leveduras podem ser diferenciadas pela sua temperatura de fermentação – existem as de fermentação alta e as de fermentação baixa.

CERVEJA ARTESANAL + ESPECIARIAS

Na categoria cerveja artesanal, especiarias, açúcares ou outros ingredientes são selecionados para dar um toque especial ao sabor e ao aroma da bebida.

Por um lado, são usados para dar mais força ao sabor da cerveja. Você deve conhecer: trigo torrado, arroz em flocos, aveia em flocos ou milho em flocos. Estes ingredientes adicionam sabores e cores muito originais, de acordo com o estilo de cerveja que se está procurando.

Por outro lado, a cerveja também é preparada para que, durante a fermentação, o mosto contenha mais açúcares fermentáveis, aumentando o teor alcoólico obtido. Para isso, pode-se usar alguns ingredientes, como açúcar candy (muito utilizado nas dubbel e tripel belgas), mel ou melaço.

Também é possível adicionar alguns ingredientes à fabricação de cerveja artesanal, como: cardamomo, coentro, anis, canela, alcaçuz, baunilha, pimenta, morangos, casca de laranja, casca de limão ou qualquer elemento nativo, que dá à cerveja o caráter de um determinado lugar.

ingredientes especiais das cervejas

As cervejas são divididas em estilos.

Cada estilo de cerveja tem características distintas, que são conferidas por seus ingredientes. Existem, portanto, estilos que são feitos com certos ingredientes, tais como as Witbier, que são cervejas de trigo elaboradas com casca de laranja e sementes de coentro.

Em nosso próximo artigo sobre os tipos de cervejas, explicamos os diferentes estilos que existem.



Tipos de cerveja

27 de janeiro de 2022 | Por admin

Há uma imensa variedade de estilos e tipos de cervejas diferentes. Eles podem ser encontrados em todo o mundo, e são diferenciados pelos ingredientes locais que são usados na sua produção, como água, maltes, lúpulos e leveduras locais. Além disso, são usados ingredientes especiais de cada área geográfica, que torna os estilos de cerveja praticamente infinitos. Como o nosso estilo brasilerio, a Catarina Sour, são usadas frutas tropicais na sua elaboração.


Tipos de cerveja artesanal

Certamente se você está aqui é porque em algum momento você se perguntou: Quantos estilos de cervejas existem no mundo?

Então existem infinitos estilos de cerveja, cada estilo de cerveja é elaborado com ingredientes diferentes que formam esse estilo.

diferentes tipos e estilos de cerveja

A água é o ingrediente que é usado em maior quantidade ao preparar a cerveja, por isso influencia muito no resultado final, o pH e as sais minerais da água influenciam notavelmente o sabor final. Por isso, é preciso diferenciar as águas que dão um sabor limpo e com elas se elaboram as Lager, por exemplo. E as águas duras que têm um pH alto, são usadas para fazer cervejas com sabores mais fortes.

Os Maltes e lúpulos também influenciam a cerveja. Existem muitos tipos de lúpulo de acordo com as zonas geográficas de onde provêm. Os mais usados são o lúpulo europeu, americano e australiano. Os lúpulos podem ser usados para adicionar amargor e aroma, dependendo do tipo de lúpulo e o momento no que o agregamos.

Mesmo as leveduras influenciam o sabor e o aroma da cerveja. As cervejarias mais famosas mantêm suas cepas de levedura trancadas para que ninguém consiga imitar suas cervejas, algo como a receita da coca-cola, mas neste caso o ingrediente secreto é o fermento.

Mas, mesmo que existam infinidade de estilos de cerveja elaborados tradicionalmente em  diferentes regiões do mundo. Podemos diferenciar entre três tipos de cerveja: as de fermentação alta, fermentação baixa e fermentação mista. Assim como já explicamos no artigo anterior as diferenças entre cerveja de alta e baixa fermentação, essas cervejas são as lager e as ales. No nosso artigo anterior explicamos as diferenças entre cervejas Ale e Lager.

Tipos de cerveja Lager

As cervejas Lager destacam-se principalmente por se elaborarem com leveduras de fermentação baixa, portanto são fermentadas a baixas temperaturas, estas leveduras atuam no fundo do fermentador. Isso lhes dá uma cor limpa com sabores simples, sem muitas notas na boca. São cervejas muito refrescantes e, normalmente, com graduações alcoólicas baixas.

Tipos de cerveja Ale

Por outro lado, as cervejas do tipo Ale são fermentadas à temperatura ambiente com leveduras de alta fermentação. Estas leveduras, ao contrário das altas fermentações, flutuam pelo fermentador, pelo que é mais complicado separá-las do mosto ou filtrá-las. Esta é uma das razões pelas quais as Ales geralmente são mais turvas, mesmo as artesãs geralmente têm um poço de fermento no fundo das garrafas.

Os sabores destas cervejas são muito variados e têm notas de todos os tipos. Há uma grande variedade de Ales e elas são relativamente fáceis de fabricar por cervejeiros caseiros, já que o mosto não precisa ser resfriado durante a fermentação.

tipos de cervejas ale e lager

Escolas cervejeiras no mundo

Atualmente, as cervejas são feitas em todo o mundo, mas existem quatro áreas geográficas que desenvolveram a maioria dos estilos de cerveja que conhecemos, por sua proximidade com os principais ingredientes, por sua tradição ou pelo desenvolvimento de técnicas, conhecemos as seguintes escolas de cerveja:

Escola Alemã e Austríaca

Os alemães são grandes cervejeiros e provam isso organizando a maior festa da cerveja, a Oktoberfest de Munich. Mas, além de consumir grandes quantidades de cerveja, eles também sabem como fazer e muito bem.

Eles são muito tradicionais, e por isso criaram a lei de pureza alemã (Reinheitsgebot), criada em 1516, e pela qual se estabelecia que a cerveja só poderia ser fabricada a partir de três ingredientes, água, cevada maltada e lúpulo. Lei que ainda estava em vigor em algumas áreas da Alemanha até 1986.

Alguns estilos muito conhecidos criados pelos alemães são as cervejas de trigo (Weissbier), as cervejas lager tipo Helles ou as cervejas ácidas como as Berliner Weisse.

estilo cerveja weissbier kremer
Na Kremer pode encontrar duas receitas alemãs, a Weissbier de alta fermentação e a Dunkel de baixa fermentação.

Escola Belga e Francesa 

Os mosteiros da Bélgica fabricam cervejas desde a Idade Média e a tradição chegou até hoje, às mais famosas cervejarias artesanais do mundo, onde se fabricam Dubbel, Tripel, Golden, Witbier, Lambic entre outros estilos belgas.

As cervejas belgas se destacam sobretudo pelas suas leveduras especiais. Cepas cuidadosamente guardadas durante séculos para que ninguém mais consiga elaborar esta bebida com o sabor característico das Abadias.

Os belgas são especialistas mestres cervejeiros e adoram inovar. Eles adicionam cristais de açúcar candy às cervejas para que elas tenham um teor alcoólico maior. Além disso, fazem cervejas com sabores como a Witbier que é elaborada com casca de laranja e sementes de coentro.

witbier cerveja belga
Na Kremer adicionamos maracujá na nossa receita de Witbier, para melhorar o sabor cítrico junto a pel de laranja e o conetro.

Escola britânica

Os britânicos inventaram a maioria dos estilos que são conhecidos atualmente.Eles são grandes especialistas no mundo das cervejas de alta fermentação. Criaram estilos como Pale Ale, IPA (India Pale Ale), Porter, Mild, Brown Ale, Stout, entre outros.

Também não podemos imaginar um pub inglês sem suas cervejas, e é que na maioria dos pubs ingleses eles oferecem bebidas artesanais que eles mesmos fazem em suas microcervejarias.

estilo de cerveja stout

Escola norte americana 

Os norte-americanos herdaram a tradição de fazer cerveja dos britânicos. Eles fabricam cerveja desde há pouco tempo, comparado com as outras escolas, mas o interessante das suas produções está nos lúpulos locais, que usam em suas cervejas. Muito mais aromáticos que os lúpulos europeus, por isso criaram estilos de cerveja inovadores e atuais muito mais aromáticos.

Estas cervejas têm em comum que são feitas com ingredientes americanos (malte, lúpulo e leveduras). Embora se observe a influência colonizadora inglesa em seus estilos como American Pale Ale, American IPA, American Porter, com o passar do tempo foram aparecendo cervejas com uma identidade própria como por exemplo a NEIPA (New England Indian Pale Ale), Hazy IPA, Steam Beer.

estilo cerveja americano
Nossa Golden é uma cerveja de estilo American Lager, e já fue premiada en diversos concursos internacionais.

Tipos e Estilos de cerveja

Assim como já falamos em este artigo, existem infinitos estilos de cerveja no mundo. Cada um deles criado numa área determinada pela proximidade aos diferentes ingredientes (água, malte, lúpulo e levedura). Embora que hoje com a tecnologia é possível criar qualquer estilo de cerveja em qualquer lugar do mundo.

Mas cada estilo tem sua tradição e foram criados numas condições e por umas razões históricas. Nos próximos artigos falaremos sobre cada um desses estilos. Primeiramente falaremos sobre a India Pale Ale e porque foi criada. Fique ligado,  se inscreva na nossa newsletter e avisamos você com os novos artigos.



Bolacha de chopp: do que é feita e para o que serve

16 de setembro de 2021 | Por admin

Na hora de organizar um happy hour, alguns itens são indispensáveis para acompanhar um bom chopp com tranquilidade. Só que, além da caneca para degustar aquele colarinho cremoso que só o chopp tem, nesse post vamos contar para você como o suporte de copo, conhecido como bolacha, é essencial quando estamos falando de chopp.

Já mostramos aqui a história das bolachas de chopp que surgiram no final dos anos 1800 na Alemanha, alguns anos antes da bebida chegar ao Brasil. No início eram feitas com um papel bem grosso em um único formato, bem diferente das inúmeras opções que temos hoje.

 

Antes de mais nada, veja o porquê você deve usar

Você pode até pensar que o acessório, apesar de simples, não passa de um item dispensável, mas usar a bolacha de chopp faz toda a diferença. O copo colocado direto na mesa, pode deixá-la com marcas que não sairão com facilidade.

Basta perceber, toda vez que você levanta o copo para um novo gole, ficam gotículas de água na mesa, que se estiver com toalha, vai sujar com mais facilidade. Já se o copo estiver apoiado direto na mesa, a água que escorre da parte externa da caneca, facilmente pode manchar a madeira.

Então, além de ter cuidado com os móveis e evitar problemas, vamos combinar que não tem nada mais agradável que degustar uma bebida e saborear petiscos com a mesa limpinha, sem ter que ficar passando pano toda hora, né?

E o material? As bolachas são feitas de que?

Bem, você provavelmente já usou em um restaurante, bar ou mesmo em casa, aquela bolacha mais comum, feita de papelão, em formato quadrado ou de disco, como algumas que temos aqui. Mas como o acessório tem se popularizado, é possível que você encontre por aí o suporte feito em outro material como MDF.

No meio de algumas opções, se você quiser produzir a sua própria bolacha ou precisar de uma com urgência, vamos compartilhar uma dica valiosa: dá até para arriscar e fazê-la com E.V.A, o que, com uma pitada de criatividade, pode ficar bem legal e ser usada várias vezes.

Mais útil que apoiar copos

Isso mesmo! A bolacha que você leva para casa pode ter outras utilidades, como, por exemplo, ser usada para decoração! Seja no cantinho do churrasco ou em qualquer outra área de refeição, as bolachas de chopp podem servir como uma placa decorativa na parede, e a boa notícia é que devido ao material, o processo para fixá-las é bem simples, basta usar uma fita dupla face adesiva.

Mas, se quiser algo mais simples, sem mexer na parede, uma opção é fazer uma espécie de mosaico de bolachas em um quadro, nesse caso, você só vai precisar de uma moldura e cola.

Como o uso do suporte serve mais que apoiar copos, a bolacha também pode ser um item para colecionar, por isso, é bom sempre adquirir a sua! Por mais que você não colecione, ela pode ser incluída no presente a um amigo junto com outros itens como avental, caneca, abridor e outras opções que você pode conferir na nossa boutique para deixar o kit completo.

Aqui na Kremer nós acreditamos que beber chopp com os amigos, é a certeza de que teremos os melhores momentos, tanto que temos até uma bolacha estampada com essas palavras. Então, quando for abastecer seu estoque ou organizar uma festa com nosso clássico Chopp de Origem, não se esqueça que você pode receber seus produtos no conforto de casa. Na nossa loja virtual, você conta com as melhores opções da produção artesanal, com excelência em todos os produtos. 

 

Agora que você já sabe os principais motivos para garantir suas bolachas de chopp, compartilhe conosco o seu #MomentoKremer. 

 

Siga-nos no Facebook e no Instagram para ficar por dentro das nossas novidades. Lembrando que nós também estamos no LinkedIn. Nos acompanhe nas redes sociais.

 

Cuide bem da sua Kremer e até o próximo post! 

 

 



Diferença entre chopp e cerveja

19 de agosto de 2021 | Por admin

Chopp é mais leve quando comparado à cerveja?

Basta uma comemoração ou momento de lazer, que não faltam motivos para apreciar uma cerveja ou um bom e velho chopp, bebidas tão queridas por nós, que fez o Brasil registrar, no ano passado, o maior volume de vendas nos últimos seis anos, segundo a Euromonitor.

Só que, apesar da popularidade, você já deve ter ouvido alguém dizer que prefere o chopp a cerveja por causa da leveza do sabor, o que pode dar a falsa sensação de baixo teor alcoólico. Mas como a verdade não é bem por aí, hoje vamos esclarecer essa antiga polêmica. Então, preste bem atenção nesse post para instruir aquele camarada que utiliza a informação errada na hora de escolher o que beber.  

Prefere cerveja ou chopp? Entenda as diferenças

Quem nunca marcou de beber uma cerveja com um amigo, mas, chegando na hora, acabou optando pelo chopp? Isso mostra como muitas pessoas têm o costume de dar o mesmo nome a essas duas bebidas diferentes, sem levar em consideração onde cada uma é colocada.

Quando escolhemos uma cerveja, que é armazenada em latas ou garrafas, é importante saber que ela é diferente do chopp, que é armazenado em barril e pressurizado com gás carbônico, o que garante seu frescor e o famoso “colarinho” de três dedos quando o extraímos da chopeira.

Já mostramos aqui os quatro passos para se tornar um expert em cervejas, então, agora você vai ficar sabendo que, quando falamos sobre o chopp, é verdade que ele realmente tem um sabor mais leve, mas isso não é porque o teor alcoólico da bebida é menor, e sim por causa de um processo chamado pasteurização que a cerveja passa e ele não.

Mas o que é pasteurização?

Para entender a principal diferença entre o chopp e a cerveja, é preciso saber, primeiramente, que a pasteurização nada mais é que um processo térmico que a cerveja passa para eliminar ou reduzir a concentração de micro-organismos que podem deteriorá-la ao longo do tempo.

Por ser pasteurizada, a cerveja tem uma longa vida útil, então, é por isso que quando vamos conferir o prazo de validade na garrafa, geralmente passa dos seis meses. 

Já o chopp, como não é pasteurizado, em média, deve ser consumido em torno de 15 dias. Embora esse processo possa alterar levemente o sabor de uma bebida, ele não interfere de nenhuma forma no álcool.

Mais parecidas do que se imaginava

É bem por aí! O processo de produção do chopp e da cerveja são iguais, pois passam pelas mesmas etapas, o que difere é a pasteurização. 

Tanto que, segundo a mais recente Instrução Normativa do Ministério da Agricultura sobre o assunto (IN n.º 65 de 10/12/2019), só é permitido chamar de chopp se não passar pela pasteurização, sendo este o ponto crucial de diferenciação entre as duas bebidas.

Quer dizer que o teor alcoólico é o mesmo que o da cerveja?

Bem, se a diferença entre as bebidas é a pasteurização e esse processo não interfere no álcool, então podemos considerar que o teor alcoólico é praticamente o mesmo da cerveja, ao contrário do que muitos pensam por aí. 

É claro que quando você for analisar vários chopps, encontrará muitas variações no teor alcoólico de acordo com o tipo de bebida, assim como as cervejas. No geral, o teor do chopp claro fica entre 3,8 e 4,7 % V.V. Como um bom exemplo, o nosso clássico Pilsen, que tem o teor alcoólico de 4,0%, nada muito distante de cervejas pasteurizadas tradicionais. É importante ressaltarmos que chopp e cervejas seguem o mesmo teor alcoólico quando possuem o mesmo estilo.  

 

Agora que você já sabe que a diferença entre as duas bebidas é a pasteurização, que tal degustar um Chopp de Origem e apostar numa comemoração completa com canecas, avental e utensílios especiais?  Conheça o Universo Kremer e os produtos da nossa boutique clicando aqui!

 

Para continuar nos acompanhando, fique atento ao nosso Instagram e Facebook, lembrando que também estamos no LinkedIn. Acompanhe nossas redes e fique sempre por dentro das melhores dicas.

 

Cuide bem da sua Kremer e até o próximo post! 



Arraiá completo em casa com Kremer!

24 de junho de 2021 | Por admin

Eita tempo bom, a época da festança caipira com quitutes típicos da roça já chegou! O período não permite reunir os compadres e as comadres para o balancê das quadrilhas nas quermesses, mas não precisa chorá pitanga e nem deixar a festa passar em branco. Neste post, você verá como montar uma baita festa junina em casa, contando com a decoração e as formas de harmonizar pratos com as delícias do São João.

 

Crie uma quermesse em casa

Para entrar no clima da festança caipira, Batê o Zóio em casa e abuse da criatividade. 

Você pode fazer isso gastando pouco, aproveitando ideias DIY, o formato faça você mesmo, usando o que já tem casa, como tecidos coloridos e roupas velhas para estampar almofadas e mudar a cortina, como se fosse uma colcha de retalhos. 

As bandeirinhas e balões podem ser feitos com cartolina, offset, E.V.A ou até mesmo pintar o papel sulfite comum. Procure intercalar as cores na decoração e dê preferência às quentes, assim o ambiente ficará mais colorido e aconchegante.

Uma boa ideia é pendurar na parede uma faixa ou cartaz com o nome da festa e do anfitrião, como “Arraiá da Kremer”. Para isso, pode usar papel kraft, pois, além de ser fácil de escrever, é barato e você consegue comprar no tamanho que quiser. 

Caso tenha, chapéus de palha também são uma boa opção para pendurar na parede, assim como flores são uma ótima ideia para colocar na mesa. Lembre-se de que parte da decoração pode ser guardada para o próximo ano, por isso, pode caprichar.


Imagem ilustrativa. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas são proibidos para menores de 18 anos.

 

Como uma boa festa, uma playlist animada não pode faltar e, se você tem vontade de conhecer festas tradicionais nordestinas, como o São João de Campina Grande e o de Caruaru, fique atento às datas dos shows virtuais que acontecerão neste ano e aproveite para balançar o esqueleto

Além disso, outros grandes nomes do forró e do sertanejo devem animar o balancê em lives como uma forma de incentivar o baile caipira em casa. 

Uai, e a fogueira? Se mora em apartamento ou local sem estrutura para juntar as lenhas, coloque a imagem da fogueira na TV ou acenda algumas velas que vale da mesma forma.

 

Quitutes caipira

Na hora de decorar a mesa, escolha uma toalha colorida ou xadrez, mas, caso não tenha, coloque bandeirinhas em volta da mesa ou do aparador, o que pode ser usado também em outro móvel no mesmo ambiente.

Dê preferência às louças de barro e utensílios rústicos. Se quiser enfeitar copos, talheres e potinhos de doces, faça laços pequenos, minibandeirinhas ou cole um pouco de palha. 

 

Cada prato com quitute caipira pode ser acompanhado de uma cerveja ideal e tem aqueles que, de maneira nenhuma, podem faltar na mesa, como o indispensável milho cozido, que combina com uma suave cerveja de trigo, como a Kremer Weiss, que, com leve amargor do lúpulo, tem um sabor frutado devido à banana e ao cravo e uma espuma bem cremosa.

 

Na comilança não pode faltar os lanches, como um cachorro-quente, espetinho e bolinhos com recheios de linguiça, o ideal é escolher uma bebida mais intensa, com sabor marcante, como a Kremer IPA, que, com amargor médio e lúpulos críticos e florais, harmoniza com carnes vermelhas e pratos picantes.

 

O clima com temperaturas mais baixas pede pratos quentes, por isso, guloseimas como a canjica, o arroz-doce e a pamonha combinam com uma cerveja escura, com malte torrado e notas de café, sabor que a Kremer Stout tem, equilibrando um leve amargor adocicado. 

Se optar por pratos mais leves, como pipoca e queijo coalho, escolha como acompanhamento uma American Lager, nós indicamos a Kremer Golden que harmoniza com pratos leves. Mas, por via das dúvidas, o chopp Pilsen também pode ser uma opção, fácil de agradar a todos os gostos e disponível em barril ou growler, não pode faltar na mesa em qualquer comemoração.  

 

 

Para melhorar, você tem a opção de pedir as bebidas na loja virtual da Kremer e receber no conforto de casa. Mas se quiser ganhar um presente, basta comprar 50 litros de Chopp Kremer Pilsen em nossa franquia ou distribuidor mais perto de você, assim você leva pra casa um Growler Grape Kramer. Encontre o lojista mais próximo clicando aqui.

Agora, aproveite essas dicas, e curta uma das festas mais aguardadas do ano.

Não se esqueça de marcar a #MomentoKremer em seu arraiá.00

Obs.: A promoção não é válida para compras on-line.

 

Aproveite para seguir o nosso Instagram e Facebook para continuar nos acompanhando.



RECEITAS KREMER | Bolo de Cerveja

28 de abril de 2021 | Por admin

Talvez você não tenha parado para pensar nisso, mas o bolo e a cerveja tem muito em comum. Além de ambos estarem associados à celebração de datas e momentos especiais, existe mais uma característica bastante forte que os une. Já lembrou qual é? Se você pensou na fermentação, acertou! Tanto o bolo quanto a cerveja passam por um processo de fermentação, essencial para o resultado final.

E hoje você vai conhecer uma receita bastante especial. Continue lendo!

 

BOLO DE CHOCOLATE E CERVEJA: PAIXÕES NACIONAIS!

Você concorda que é bem difícil encontrar alguém que não ame um bolo de chocolate ou uma cerveja gelada, né? Pensando nisso e para deixar você literalmente com água na boca, trouxemos a receita de um bolo de chocolate de textura densa e ao mesmo tempo molhadinha, com um sabor delicioso. 

Mas pode apostar que esse não é um bolo de chocolate comum e seu grande diferencial está na massa. Vamos utilizar nesta receita a Kremer Stout, uma cerveja puro malte torrado que tem como principais características as profundas notas de café e chocolate. Perfeita para essa receita! 

 

Pronto(a) para começar? 

Anote os ingredientes que você vai precisar.

Para a massa:
– 1 xícara (240ml) da Kremer Stout
– 250g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
– 75g de cacau em pó
– 2 xícaras (400g) de açúcar cristal
– 150ml de creme azedo (sour cream)*
– 2 ovos grandes
– 1 colher (sopa) de extrato de baunilha
– 275g de farinha de trigo
– 2 ½ colheres (chá) de bicarbonato de sódio
– 1 pitada de sal

Para a cobertura:
– 220g de cream cheese em temperatura ambiente
– 100g de açúcar de confeiteiro
– 1 colher (chá) de extrato de baunilha
– 1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco

*Como fazer o creme azedo:
Para preparar cerca de 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2 a 3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar, cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por uma hora. Em locais muito quentes, recomendamos deixar na geladeira para que o creme fique mais espesso.


Antes de começar

Antes de começar, pré-aqueça o seu forno a uma temperatura de 180°C e unte com manteiga uma forma de aro removível de 23cm de diâmetro. É aconselhável também forrar o fundo da forma com um círculo de papel manteiga também untado.

 

Modo de preparo: massa

Junte a cerveja e a manteiga em uma panela grande e leve ao fogo até que a manteiga derreta totalmente. Após isso, deixe esfriar por alguns minutos. 

Acrescente o cacau e o açúcar e misture bem até ficar homogêneo. Em uma tigela, misture o creme azedo, os ovos e a baunilha e incorpore à mistura da panela. Por fim, junte a farinha, o bicarbonato, o sal e misture. Despeje na forma pré-untada e leve ao forno por cerca de 45 a 60 minutos (faça o famoso teste do palito!). 

Após esfriar, desenforme com cuidado, remova o papel e transfira o bolo para um prato de servir.

 

Modo de preparo: cobertura

Na batedeira, bata o cream cheese até que fique homogêneo. Peneire o açúcar sobre o cream cheese, junte a baunilha e bata até obter uma mistura cremosa. Adicione o creme de leite na mistura e bata novamente até que ela fique com uma consistência mais firme. Depois é só espalhar sobre o topo do bolo já resfriado e se deliciar.

 

E aí, o que achou dessa receita? Lembrando que você pode comprar a Kremer Stout sem sair de casa. Acesse a nossa loja virtual e peça quantas quiser que entregamos na sua casa. Ah! E não se esqueça de compartilhar o seu #MomentoKremer nos marcando sem suas fotos e vídeos nas redes redes sociais. Siga-nos no Facebook e no Instagram para acompanhar todas as nossas novidades.

 

Até a próxima com mais uma receita Kremer!

 



Quer aproveitar a Kremer em casa? Conheça nossa nova loja virtual!

11 de março de 2021 | Por admin

Jamais imaginaríamos que a vida das pessoas e a rotina de tantas empresas mudaria drasticamente a partir do primeiro trimestre de 2020. A pandemia da Covid-19 gerou inúmeras restrições, principalmente quanto ao deslocamento de consumidores e trabalhadores, impactando diretamente não somente a logística dos negócios e as atividades diárias, mas também os hábitos dos consumidores, e, consequentemente, suas motivações.

Novos hábitos, novas necessidades

Como consequência, mudanças de hábitos e padrões de comportamento que já vinham se intensificando sofreram uma forte aceleração. Não podemos deixar de considerar que as compras on-line já eram uma realidade antes da pandemia. Para se ter uma ideia, segundo a Pesquisa Perfil do Consumidor Online, feita em parceria com o Ipsos, entre março de 2017 e março de 2018, as compras on-line somaram R$ 166,2 bilhões no Brasil.

A estimativa para 2021 segundo E-bit Nielsen, referência de mensuração e análise do comércio eletrônico no país, é de um aumento de 26% nas vendas on-line em 2021. Caso essa estimativa de fato se estabeleça, o setor deve  registrar cerca de R$ 110 bilhões em faturamento. 

 

O home office e uma nova relação com a casa

A verdade é que nunca passamos tanto tempo em casa e essa grande mudança ressignificou a relação com o lar para centenas de pessoas. Muita gente está trabalhando em casa, fazendo todas as suas refeições, realizando atividades físicas e até meditando. Na prática, isso quer dizer que o lar ganhou um novo status e passou a ser muito mais do que um simples lugar para descansar após um dia de trabalho, se tornando um espaço de convívio e interação com a família, como um verdadeiro refúgio em razão de uma rotina que continua agitada.

 

Novas formas de celebrar em casa. Qual é a sua?

Neste novo contexto, as comemorações, ainda que pequenas, continuam acontecendo e devem ser aproveitadas ao máximo. Seja aquele happy hour no fim da semana com os amigos por meio dos aplicativos de mensagens instantâneas ou até mesmo os pequenos prazeres de um almoço em família, celebrado do início ao fim. 

Foi pensando nisso que a Kremer lançou sua loja online, um jeito rápido e seguro para que todos os cervejeiros possam aproveitar seus melhores momentos com a Kremer no conforto de suas casas.

Conheça nossa loja on-line!

Para entrar de cabeça, ou melhor, mergulhar no clima cervejeiro, nada melhor do que estampar no peito a sua paixão pelas cervejas especiais. Clique aqui e confira nossa seleção de camisetas e bonés com estampas exclusivas Kremer, perfeitas para usar naquele happy hour on-line com a turma.

 

Que tal um growler para o final de semana? Nós temos! 

Agora você pode degustar muito mais do que um bom produto, você vai vivenciar a qualidade dos Chopes Kremer em Growlers Pet de menor litragem no conforto da sua casa,  clique aqui para comprar o seu! Lembrando que por se tratar de um produto fresco, entregamos em um raio de até 100 km de Morungaba – SP. 

E por falar em experiência em casa, você já pensou em aproveitar a quarentena para se tornar um expert em cervejas? A hora é essa e a Kremer está com você nessa jornada. Clique aqui e leia em nosso blog uma matéria muito especial pra te ajudar nessa missão.

É fã de cervejas especiais? Vem com a gente!

Produzidas com matérias-primas altamente selecionadas, como o malte e o lúpulo provenientes dos berços germânicos, além da água da montanha, a Kremer Cervejaria alia o zelo da produção artesanal às modernas tecnologias para garantir a excelência em todos os produtos. Para comprar agora, clique aqui! 

 

Confira mais diferenciais da loja on-line Kremer

Além de uma navegação leve e intuitiva no site, você conta com vantagens exclusivas, como o parcelamento em até 3x no cartão e ainda pode se cadastrar para receber novidades e promoções em primeira mão.

Aproveite para acompanhar a Kremer nas redes sociais. Siga nosso perfil no Instagram @kremercervejaria, curta nossa página no facebook.com/kremercervejaria e fique por dentro deste e de muitos outros conteúdos.

 

Um abraço e boas compras! 



Páginas:1234567...61»