Mostrando posts da categoria: Curiosidades


Saiba mais sobre as cervejas artesanais

29 de maio de 2017 | Por Editor

Quem já provou uma cerveja artesanal dificilmente deixa essa nova paixão de lado. Diferentemente das cervejas industriais comuns, as artesanais são produtos nobres e de qualidade, que adicionam sofisticação a momentos que se tornam automaticamente especiais! E o que diferencia as especiais das cervejas comuns? Vamos apresentar três de muitas diferenças:

1. INGREDIENTES SELECIONADOS
A matéria-prima das cervejas artesanais é de primeira qualidade, desde a água usada na produção, como na Kremer Weiss, feita com água da montanha, até os lúpulos, como na Kremer Golden, produzida com lúpulos nobres.

2. TRADIÇÃO NA PRODUÇÃO
Embora muitas vezes utilizando tecnologia de ponta, as artesanais seguem tradições milenares de produção, o que garante uma bebida PURO MALTE de qualidade incomparável.

3. SABOR E AROMA
As cervejas artesanais não variam apenas no teor do amargor, como acontece com as cervejas industriais. A diferença no aroma então, nem se fala! As artesanais trazem características delicadas, de sabor uniforme, pois são feitas com um controle de qualidade rigoroso e volume de produção controlado. A Kremer Golden, por exemplo, possui aroma doce e sabor maltado. A Kremer Weiss traz um aroma único, acentuado sabor de trigo e levemente frutado. A Kremer Witbier tem aroma único, sabor de trigo e levemente cítrico. A Kremer Dunkel tem um aroma com notas de chocolate, nozes e café e sabor que revela um suave malte torrado.

Qual a sua cerveja Kremer preferida?



Kremer Dunkel

9 de dezembro de 2016 | Por Editor

Nossa quarta novidade, é uma cerveja escura tipo extra no estilo MUNICH DUNKEL. Ideal para quem gosta de cervejas mais intensas e encorpadas, que harmonizam bem com pratos de sabor intenso.

Dunkel

De origem alemã, a Kremer Dunkel possui um “blend” de maltes especiais, o que lhe confere um aroma com notas de chocolate, nozes e caramelo. Além disso, sua baixa fermentação proporciona uma cor mais escura, que vai do cobre profundo ao marrom-escuro. Aliás, o próprio nome revela isso, já que Dunkel, significa “escuro”, em alemão. Com relação ao sabor, a Kremer Dunkel revela um suave caramelo, associado a um amargor moderado.

Harmonização

Uma dica importante na hora de harmonizar, é sempre estar ciente de que quanto mais escura a cerveja, mais escura deve ser a comida. Isso se deve pelo fato de que a Kremer Dunkel tem um sabor mais tostado, o que combina bem com os mesmos sabores de comidas assadas ou grelhadas. Uma boa pedida na harmonização são queijos tipo Cheddar, Parmesão, Gruyère ou Emmental, além de pratos temperados e mais intensos como carne suína, javali e carnes assadas.
Agora que você já sabe detalhadamente as características das 4 Cervejas Especiais Kremer, não perca mais tempo e leve essas realezas para suas festas de fim de ano!



Kremer Witbier

8 de dezembro de 2016 | Por Editor

Alguns momentos merecem ser coroados. Pensando nesse espírito de festas e comemorações de fim de ano, a Kremer Cervejaria desenvolveu 4 cervejas artesanais que irão combinar perfeitamente com essa época do ano. Uma delas é a Witbier, que apresentaremos no post de hoje!

Kremer Witbier

Produzida como nas cervejarias da Bélgica, na região de Flandres, a Kremer Witbier é uma cerveja especial tipo ALE WITBIER. Suas características principais consistem em puro malte de cevada, trigo não maltado na formulação e água da montanha.

De alta fermentação, a Kremer Witbier possui um acentuado sabor de trigo, em equilíbrio com o amargor do lúpulo, além de sabor cítrico diferenciado, com toques de coentro, casca de laranja e maracujá.

Deu água na boca, não é mesmo?

Harmonização

Com a Kremer Witbier, você pode fazer deliciosas harmonizações com queijo do tipo Mozzarella acompanhado de uma salada de folhas verdes. Nessa época do ano a praia é um destino bastante procurado pelos brasileiros e a Kremer Witbier é uma cerveja que harmonizará com seu verão, e perfeitamente bem com frutos do mar, como por exemplo, lagosta, camarão e mexilhões.



Kremer Golden

6 de dezembro de 2016 | Por Editor

Depois de muito mistério, finalmente foram reveladas as Cervejas Especiais Kremer. E junto com elas, vem aquela vontade irresistível de prová-las, não é mesmo? Mas não se preocupe. No post de hoje vamos conhecer detalhadamente a primeira realeza desse quarteto que veio para mudar o seu conceito sobre cervejas artesanais.

Kremer Golden

A Kremer Golden é uma cerveja Lager Extra PURO MALTE, de cor ouro-claro, límpida e com colarinho branco e cremoso. Seu aroma é predominantemente doce, além de possuir um acentuado sabor de malte Pilsen, em equilíbrio com notas de especiarias e lúpulos nobres. Por trás do malte, a Golden Kremer revela um delicado amargor, o que confere um sabor diferenciado à bebida.

Harmonização

Agora que você já conhece as principais características da cerveja, nada mais justo do que saber com quais pratos você poderá harmonizá-la.
Em uma regra simples, é sempre importante saber que cervejas leves, harmonizam com pratos leves, assim como cervejas mais fortes, intensas e incorporadas harmonizam melhor com comidas mais pesadas e gordurosas. No caso da Kremer Golden, os pratos mais leves são a melhor opção, podendo harmonizar com queijos do tipo Brie e Camembert, além de saladas e carnes mais leves, como as brancas.
Ah! Vale lembrar que para uma boa sequência de degustação de Cervejas Especiais, é sempre recomendado o início por cervejas estilo Lager. Neste caso, a Kremer Golden é a pedida perfeita para iniciar o seu menu de degustação de Cervejas Especiais Kremer.



A cerveja e os egípcios

3 de novembro de 2016 | Por Editor

“A boca de um homem perfeitamente contente está repleta de cerveja”

Poderia ser uma frase dita por qualquer pessoa, mas não é. Esse provérbio foi encontrado na cidade egípcia de Dendera, datado há mais 5 mil anos atrás!

O uso da cerveja era apreciado tanto por adultos e crianças, e ia muito além de uma simples bebida. Na realidade, a cerveja era usada até como prescrição médica no tratamento de diversas doenças, além de servir de oferenda para os deuses da época.

Em escavações feitas próximas à Grande Pirâmide, no complexo de Gizé, foram encontradas pistas de que haviam padarias e cervejarias utilizadas para alimentar os trabalhadores locais. E não é de se descartar também, que a tradicional bebida era usada até como forma de pagamento para esses trabalhadores.

Como deu para notar, a tradição da cerveja movimenta o mundo há milhares de anos e até hoje não é diferente. Ou vai dizer que um vale-chopp Kremer não cairia bem?



Quando descobrem que você entende de cerveja

23 de maio de 2016 | Por Editor

Investir no aprofundamento dos conhecimentos sobre cerveja é um caminho que vem sendo tomado por um contingente cada vez maior de pessoas, em todo o mundo. Seja por hobby ou profissionalmente, é algo que tem impacto nas pessoas à nossa volta, e gera alguns efeitos bastante curiosos e recorrentes. Listamos alguns:

“Mas cerveja não é tudo a mesma coisa?”

É a reação dos verdadeiros inocentes (cada vez mais raros, felizmente), que realmente não sabiam que existe vida além da “tipo pilsen”, a “loura gelada” típica do boteco. Geralmente, ficam maravilhados quando você explica que existem mais de 100 tipos de cervejas, amargas, doces, azedas e até salgadas!

“Ah, lembrei de você!”

À medida que os seus amigos e conhecidos vão vendo a sua produção – teórica ou prática – cervejeira, o efeito “lembrei de você” vai se intensificando. Diante de um rótulo novo a que sejam apresentadas, um cervejeiro caseiro que conheçam, as pessoas “arquivam” mentalmente a referência na sua “pasta”. E depois, claro, vêm comentar contigo.

O conhecimento sobre cerveja é uma aprendizado que vale a pena. Pesquise e deguste cada gole.

Fonte: blogs.oglobo.globo.com



6 curiosidades sobre a Cerveja

16 de maio de 2016 | Por Editor

• Os Sumérios são considerados os descobridores da cerveja, há indícios de que a cerveja tenha surgido há 9mil anos na Mesopotâmia.
• O nome cerveja veio do latim “cervesia”, que é uma derivação da palavra gaulesa “cerevisia”, provavelmente uma homenagem à Ceres, deusa da fertilidade e da colheita.
• Ramsés II ficou conhecido como o “Faraó Cervejeiro” após doar aos sacerdotes do templo uma quantidade generosa de 1 milhão de litros da bebida.
• O Código de Hamurabi, o código de leis mais antigo já descoberto continha orientações específicas para a fabricação de cervejas, consumo e venda.
• No Código de Hamurabi havia a punição para os fabricantes de cerveja ruim: eles deveriam morrer afogados no barril da sua própria bebida.
• A Lei da Pureza foi criada em 1516 pelo duque Guilherme IV da Baviera, determinando que cerveja era apenas aquela que era produzida com malte de cevada, lúpulo e água (não se conhecia as leveduras na época).
E você achando que cerveja não tinha história ou importância? A história prova que a bebida transformou o mundo ao longo dos anos.

Fonte: www.shoutbrasil.com.br



Dicas para gelar a cerveja mais rápido

9 de maio de 2016 | Por Editor

Churrasco ou festa com os amigos, a bebida gelada acabou e só conseguiram comprar bebida quente? Quem nunca passou por isso? Já passamos tantas vezes por isso que iremos ensinar dois métodos de como gelar a cerveja mais rápido.

ÁGUA + GELO + SAL + ÁLCOOL
O segredo é químico: trata-se apenas de combinar os fatores de temperatura baixa com a superfície de contato. A forma mais rápida é colocar em um recipiente bastante gelo e água, de tal forma que envolva toda a embalagem da cerveja e assim resfrie o líquido rapidamente. Adicione à esta mistura sal e álcool, junto com a água e gelo deixam a temperatura ainda mais baixa, tornando o processo ainda mais rápido. Só não esqueça de lavar a embalagem antes de consumir. E de nunca comprar álcool com eucalipto. Experimente as proporções de 1 litro de água, 1 litro de álcool e 500gr de sal.

GUARDANAPO MOLHADO
Se você não tiver um recipiente grande o suficiente para fazer a mistura anterior e a única coisa que você tem é um freezer por perto, colocar tudo lá dentro poderá levar um bom tempo, não é mesmo? Pegue alguns guardanapos ou papel toalha e envolva a garrafa/latinha, em seguida molhe com água – você deve deixar a garrafa ou latinha e o papel encharcados, mas não ao ponto de estarem pingando. Deixe no freezer por cerca de 15 minutos e sua cerveja estará gelada.
O papel cria uma superfície de contato com a embalagem da cerveja e troca a temperatura muito mais rápido que apenas o ar refrigerado, por isso funciona.

Depois dessas dicas, cerveja quente nunca mais!

Fonte: www.shoutbrasil.com.br



Páginas:12345678910»