Harley Davidson – A História da marca

23 de abril de 2010 | Por admin

Harley Davidson combina com Chopp Kremer

harley-davidson-logo1-300x247

HISTORIA DA HARLEY-DAVIDSON A Harley comecou com uma ideia de dois malucos em 1901, em Milwaukee, nos Estados Unidos. Um tinha 20 anos e outro 21. Ambos amigos de infância. Ambos eram desenhistas de peças para carros em uma empresa. Se juntaram a outros 2 HarleyBrothers que eram ótimos mecânicos e montaram a primeira Harley-Davidson numa garagem escura. O carburador era feito de uma lata de molho de tomate (abençoado seja). O motor foi acoplado a uma bike e na subida tinha q pedalar senão não subia nem com reza brava.

Como a produção estava prometendo, construiram um barraco de 4X5 mts no quintal da casa do cara. Na porta do barraco pintaram “Harley-Davidson Motor Co.”, e entao nasceu a Lenda. Em 1903, produziram 3 motocicletas. A primeira foi vendida pra um maluco q andou 6.000 milhas, que vendeu pra outro que andou 15.000 milhas e que vendeu pra outros 3 mais doidos q juntos andaram 62.000 milhas.

Nesse mesmo ano a Harley-Davidson foi anunciada como a única moto a cobrir mais de 100.000 milhas e continuar rodando com peças originais . Apos 4 anos a produçãoo aumentou pra 50 motocicletas, assim como o galpão e o número de funcionários e o bolso dos caras também já estava ficando cheio de doletas ($). No mesmo ano a producao triplicou!

Até 1913 as motos so pegavam no tranco ou então na pedalada, daí inventaram o pedal de partida. Em 1914 a Harley-Davidson começou a apoiar corredores independentes e conquistou N títulos. Em 1917 os EUA entraram na Primeira Guerra Mundial e a Harley-Davidson fez a sua parte e comecou a produzir só motos para serem usadas na Guerra. Durante este período, com a produção de motocicletas para civis suspensa na Inglaterra, os motociclistas que não estavam no combate foram obrigados a olhar para motos de fora, fazendo com que a fama da Harley aumentasse ainda mais.

Antes do fim da guerra, mais de 20.000 motos foram despachadas para a Europa. Até a Guerra, todas as motos fabricadas eram da cor cinza. Durante e após a guerra passaram a ser da cor verde. Em 1921 a Harley foi a primeira moto a ganhar uma corrida com a grande velocidade de 100 milhas por hora. Em 1926, surge o tanque em forma de gota, que virou marca registrada da companhia.

Porém tambem em 1929, a indústria de motocicletas e a indústria automobilística passaram por uma crise devido a falta de dinheiro para adquirir um transporte individual. Muitas fábricas fecharam. Nesta época, as motocicletas tornaram-se objeto de recreação. A Harley – Davidson, assim como as outras, também foi atingida, fazendo com que a produção baixasse de 32.000 motos por ano para 6.000 ate 1933.

Com o fim da crise em 1933, a Harley, para atrair compradores, começou a pintar as motos em várias cores diferentes e colar decalques. Com esse tipo de inovacao, nasceu o estilo Harley-Davidson, não sí de possuir sua motocicleta com características próprias, mas também de usar roupas de couro negras, de ouvir um rock (heavy também) e de ser livre.

Assim, foram surgindo os acessórios, que hoje fazem parte da historia da Harley. 1956 foi o ano em que o Rock n’ Roll tomou conta dos EUA. Em maio deste ano, a revista “The Enthusiast”, publicou um artigo entitulado “Quem é Elvis Presley?”, o jovem cantor de Memphis que apareceu na revista com sua motocicleta favorita, uma Harley – Davidson.

A partir daí a Harley e o Rock’n Roll nunca mais se separaram. Nos anos 70 o sucesso da Harley nas estradas era tão grande quanto nas pistas. Já era fabricada também na Itália. Daí pra frente foi se superando cada vez mais e mais, com o motor e o design cada vez mais inacreditáveis e supreendentes. Resumindo a Harley-Davidson Motor Company deixou sua marca na história e acima de tudo, a companhia provou para quem quiser ver que a aventura ainda esta longe de morrer. Yeah! Born to be wild!